CONTACTS & INFORMATION

T +351 919 058 885

E mostra@mostra-online.com

more info »

NEWSLETTER

  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon

MOSTRA @ 2020  |  Terms  |  Privacy  |  FAQ - Support

Maša Tomšic

Maša nasceu na Eslovénia (1986), onde estudou Psicologia (Universidade de Ljubljana). Em 2011 estuda Fotografia no Ar.Co, Lisboa, Neurociência na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Curadoria de Arte na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. 

 

Entre outras exposições, assinala-se Eroticism in Contemporary Art, Fábrica do Braço de Prata, (Lisboa, 2013) ou ACSA Final Exhibition, Autocenter (Berlim, 2014).

Com um interesse anterior nas ciências e nas artes, o meu trabalho baseia-se na investigação teórica, assim como nos momentos mais imprevisíveis e intuitivos. Numa linha geral, os temas do meu interesse são o corpo, a cognição e a percepção, que investigo através do emprego de elementos visuais e, muitas vezes, performativos (fotografia, vídeo e instalação). 

 

Presumindo que há uma ligação e simultaneidade, não há realmente muito mais que se possa fazer senão juntar os fragmentos momentâneos e construí-los de forma a corresponderem aos requerimentos dos diferentes modos de trabalhar — (i-) racional, emocional, intelectual, cultural… Mais, entre estas suposições iniciais, não há possibilidade de separação. No entanto, a experiência mantém-se. 

 

Persistence of departures refere-se ao estado perpétuo do ir ; quer como um acto conscientemente repetido, quer como um percurso inconsciente, mas natural de mudança constante. Pelo caminho, nós prendemo-nos a fragmentos, na tentativa de desafiar o processo de mudança. Ele está interiorizado, distorcido, desconstruído. E embora estes se venham a revelar os nossos elementos construtivos, podem também tornar-se os elementos que nos assombram.

 

Maša Tomšič