Flávio Delgado

Nasceu em 1990.

2017
- Caleidoscópio, Maus hábitos, Porto.
- Exposição “coletiva”, Galeria Trema, Lisboa.
- PAN, Salamanca/Morille.
- A Forma – individual - (nove espaços expositivos) – Fundão.
- JustMad8, Madrid, Espanha (Galeria Trema).

2016
- Visibilidade do Fazer – individual -, Galeria Trema, Lisboa.
- #10815, Festival Materiais Diversos, Minde.
- Em relação à linha II, tutoria de Maria Lino, Espaço Pontes, Fundão.
- Em relação à linha III, tutoria de Maria Lino, Espaço Pontes, Fundão.
- Em relação à linha IV - individual -, Espaço Pontes, Fundão.
- Artista do mês de Abril, - individual -, Teatro da Politécnica, Artistas Unidos, Lisboa.
2015
- Viagens de Livros, m|i|mo museu da imagem em movimento, Leiria.
- Close-up 25 anos de Artes Plásticas nas Caldas da Rainha, Pavilhão 31, Hospital Psiquiátrico Júlio de
Matos, Lisboa
- Mostra'15, Rua do Centro Cultural 2, Lisboa.
2014
- This paradox may have something, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa.
- Exposição/Concurso XVIII Galeria Aberta, Galeria Municipal de Beja Escudeiros, Beja.
2013
- Fundão-Aix, Moagem cidade do Engenho e das Artes, Fundão.
- Exposição de finalista da ESAD_CR, Galeria alternativa do Mosteiro de Alcobaça, Alcobaça.
2012
- Aix-Fundão, Galerie/École Superieure d’art d’aix, Aix-en-Provence.

- Exposição de finalistas ESAD_CR, Esad.cr, Caldas da Rainha.
- Multi Kulti, Gent, Bélgica.
2011
- em desenho, Museu Malhoa, Caldas da Rainha.
- Na Gaveta das oficinas de serigrafia e Gravura, Edifício do Pelourinho, Óbidos.
2010
- Métodos de impressão dos alunos da Esad.cr, Livraria Arquivo, Leiria.
- There are many ways to make a cake, exposição de gravura, Silos da Ceres, Caldas da Rainha.
2009
- Desenho nu (atelier de desenho), Moagem cidade do Engenho e das Artes, Fundão.
- Artes e Cafés, Moagem cidade do Engenho e das Artes, Fundão.

O trabalho apresentado é resultado de uma investigação artística com início em 2016, onde o pensamento tem como referente, um espaço, o jardim das pedras e o que o constitui. Foi a partir dele que todo o trabalho artístico se desenvolveu. Um espaço que privilegia, acima de tudo, a possibilidade de ver uma forma como essência da coisa, natureza, princípio. Onde a forma tem em si mesma o seu próprio sentido. Forma e conteúdo como uma, e a mesma coisa.

O olhar para o objecto, que não quero dar o nome é por vezes o momento mais difícil para o observador entender o trabalho que está a ser desenvolvido.

A Forma é o mais importante, é tratada num todo na impossibilidade de encontrar duas iguais.

                                                                                                                       

Flávio Delgado

CONTACTOS

mostra@mostra-online.com

+351 919 197 354

  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon

MOSTRA @ 2020  |  Terms  |  Privacy