CONTACTS & INFORMATION

T +351 919 058 885

E mostra@mostra-online.com

more info »

NEWSLETTER

  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon

MOSTRA @ 2020  |  Terms  |  Privacy  |  FAQ - Support

André Costa

André Luiz Carvalho Costa, 29 de Abril de 1989.

Natural da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Vive e trabalha em Lisboa desde 2008.

Design de Comunicação - Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, Brasil (2007)

Design de Comunicação - Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, Portugal (2008/2009)

Pintura - Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, Portugal

A redução dos elementos pictóricos ao nível dos factos perceptivos imediatos foi uma necessidade real no processo crítico da pintura moderna e está ligado com o problema da representação da natureza à evolução dessa arte para uma linguagem nova, independente, sem alusão à aparência do mundo.

É com Mondrian que o problema é posto em toda a sua evidência: a representação do mundo é reduzida a linhas e planos de cores puras, porém, enquanto para Mondrian e seus colegas aquelas formas geométricas eram na verdade símbolos (referência a uma arte abstracta), já na arte concreta elas tornam-se factos físicos, matéria. O problema da representação assim se agrava, porque a redução das formas e cores naturais a simples veículos da dinâmica visual não é suficiente para a estruturação de uma linguagem artística, pelo contrário, limita excessivamente o campo de expressão do artista e torna as obras em apenas variações do mesmo problema.

Proponho então um novo caminho a seguir, levar adiante a crítica da linguagem visual e levantar uma nova proposta: a forma deixar de desempenhar o papel de figura, para se tornar forma-objecto. O jogo figura-fundo não é mais ilustrado, se dá através de percepções físicas, mais que meramente visuais. A forma é objectiva e a representação da forma é encontrada ao mesmo tempo que a própria forma.

André Costa